Conteúdo notícias

» Notícias

Defensoria Pública faz doação de cadeiras de rodas a ONG AC Social

Por: Larissa Claro

A Defensoria Pública do Estado da Paraíba (DPE-PB) entregou nesta quinta-feira (21), no Bairro dos Estados, sete cadeiras de rodas destinadas a ONG AC Social - Assessoria e Consultoria para Inclusão Social. A doação faz parte de um convênio firmado com o Ministério Público do Trabalho em 2018 e que já entregou equipamentos especiais de esporte e lazer ao projeto Acesso Cidadão, administrado pela AC Social.

Além das sete cadeiras de rodas entregues ontem, a DPE-PB já contemplou o projeto social com a doação de caiaques e uma passarela de acessibilidade que permite ao cadeirante se deslocar da calçada até a beira do mar de maneira independente.

Para o defensor público-geral da Paraíba, Ricardo Barros, a entrega dos equipamentos representa o compromisso da DPE-PB com a população mais vulnerável. “A Defensoria Pública fica muito feliz em proporcionar mais qualidade de vida para essas pessoas. A nossa instituição está de braços abertos para atender as demandas e lutar para garantir a efetivação das políticas públicas desenvolvidas para essa população”, disse o defensor geral.

A disponibilização da Instituição foi ratificada pela subdefensora pública-geral, Madalena Abrantes, que reforçou o compromisso da DPE com a promoção dos direitos das pessoas com deficiência.

Já o diretor da AC Social, Genilson Machado Lima, falou da importância dos equipamentos doados: “Tanto as cadeiras como a passarela eram de extrema necessidade. Nós precisávamos dessa liberdade de circular na areia da praia, que é um espaço de grandes barreiras arquitetônicas até para pessoas que caminham normalmente, imagine para quem anda sobre quatro rodas? Agradeço imensamente a Dr. Ricardo Barros e a Dra. Madalena Abrantes por não só dá o ‘passeio’, mas também o ‘calçado’, garantindo uma boa qualidade de vida aos nossos usuários pelos próximos cinco ou seis anos”, disse.

A telefonista e professora Tereza Cristina, de 52 anos, participa do projeto Acesso Cidadão e é uma das beneficiadas. “Eu dizia que a doação dos tablados, no final do ano passado, tinha sido a maior riqueza que poderíamos ganhar. Não lembro, quando criança, ter ganhado um presente de Natal mais especial. Hoje a gente se sente livre podendo ir e vir sem depender de alguém para transportar. E agora a cadeira. Só preciso dizer que a minha cadeira quebrou há uns 15 dias. Então foi uma providência divina”, disse a telefonista.