Conteúdo notícias

» Notícias

DPE-PB participa de reunião que elegeu novo presidente do Condege

Por: Ascom Condege

A subdefensora pública-geral da Paraíba, Madalena Abrantes, participou na última sexta-feira (31), em Recife (PE), da XXVIII Reunião Ordinária do Colégio Nacional de Defensores Públicos Gerais (CONDEGE). Na ocasião, o defensor público-geral de Pernambuco, José Fabrício Silva de Lima, assumiu a presidência do colegiado, ao lado do DPG do Rio de Janeiro, Rodrigo Pacheco, no cargo de vice-presidente; do DPG de Goiás, Domilson Rabelo, como secretário geral e do DPG da Bahia, Rafson Ximenes, como secretário adjunto.

Eleito presidente, José Fabrício agradeceu a confiança dos integrantes do Condege: “Ao mesmo tempo reafirmo nosso compromisso de trabalharmos pelo fortalecimento da Defensoria Pública Brasileira. Agradeço a Marcus Edson Lima (DPG-RO), pela gestão exitosa à frente do colegiado nos últimos 12 meses. Felicito toda diretoria, Davi Pine (DPG-SP) e Mariana Lobo (DPG-CE). Neste período, se constatou inúmeras ações do Condege, que credenciam o colegiado como maior representante dos anseios da Defensoria Pública Brasileira. Dedico esta conquista a todos da nossa equipe de gestão, pois sem o trabalho abnegado de cada um de vocês, tal honraria de presidir o CONDEGE não teria sido possível”, enfatizou.

Ao se despedir da presidência do Condege, o DPG de Rondônia, Marcus Edson Lima, relembrou da sua trajetória à frente do colegiado. Agradeceu toda a diretoria que trabalhou em conjunto e desejou sucesso ao novo presidente José Fabrício. “Tenho certeza que o DPG de Pernambuco terá uma brilhante atuação no colegiado”, enfatizou.

O Condege é uma associação civil de âmbito nacional que tem o objetivo de funcionar como órgão permanente de coordenação e articulação dos interesses comuns das Defensorias Públicas estaduais e da União, promover e incentivar as práticas administrativas e de gestão voltadas ao seu aperfeiçoamento institucional.

PAUTA -  Durante a XXVIII Reunião Ordinária do Condege, representante do Programa Pacto Pela Vida apresentou resultados alcançados com vista na diminuição da violência em Pernambuco. Expuseram sobre as atividades desenvolvidas pelo grupo de desenvolvimento de trabalho do BNDES na Defensoria Pública de Pernambuco e o Sistema de Cálculos Judiciais e Extrajudiciais implementado pela DPPE; Inteligência Artificial aplicada ao direito, pela coordenação de Sistemas da DPE-RJ;

Houve a discussão sobre a atuação das Defensorias Públicas de Estados na Delação Premiada em caso de grande repercussão; apresentaram nota técnica pela comissão de Direitos Humanos do Condege, pelo Coordenador da pasta em Pernambuco, Henrique da Fonte, que apresentou a minuta de protocolo de atuação dos Defensores (as) em projetos de grandes impactos (aprovada pelo Condege); Nota Técnica a Comissão de Defesa da Criança e do Adolescente do Condege a respeito do Decreto presidencial 9.785 de 07/05/2019, que institui o porte de arma de agentes socioeducativo, lotados em unidades de internação, para conselheiros tutelares e permitir a realização de prática de tiros desportivos por crianças e adolescentes, desde que autorizados pelos pais ou responsáveis legais (tema apresentado pela Coordenadora do Núcleo de Infância e Juventude da DPPE, Carolina Izidoro).